Máscaras de Joaquim Barbosa para o carnaval começam a faltar nas lojas

Já começa a faltar nas lojas a máscara de carnaval do presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa. O relator do mensalão lidera a venda de máscaras neste carnaval, seguido do acessório com o rosto do craque santista Neymar. Na casa Turuna, na Saara, não há mais máscaras do ministro, e os funcionários aguardam ansiosos uma nova remessa para aquecer as vendas.

A fábrica de máscaras situada em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro, já produziu e vendeu 25 mil peças. A proprietária Olga Huch conta que já recebeu o pedido de várias lojas para repor o estoque.

Já estamos produzindo nova leva de 15 mil unidades por causa da grande procura – diz Olga.

Ela conta que começa a produção para a festa de Momo logo após a Quarta-feira de Cinzas do carnaval anterior, e a equipe precisa fazer apostas antecipadas sobre quais personalidades serão populares no ano seguinte. Este ano, eles acertaram em cheio, mas nem sempre dá certo. Ela contou que as máscaras do Lula sem barba não foram bem recebidas pelos foliões.

— Acreditamos que faria sucesso o novo visual do ex-presidente, mas as pessoas ainda preferem vê-lo de barba e bigode — relatou Olga, destacando que no Brasil a fantasia funciona como uma homenagem àqueles que tiveram atitudes positivas.

Na Casa Turuna, o vendedor Julvan dos Santos destaca que outras personalidades bastante procuradas são o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e a presidente Dilma Rousseff. Na sessão de fantasias infantis, as roupas da Maria Joaquina, da novela “Carrossel”, estão em alta para as meninas, e as personagens do desenho “Monster High” também têm sido procuradas.

A venda de acessórios carnavalescos na Saara ainda está calma. Em outa loja, a gerente Gina Sampaio afirmou que o Homem Aranha tem sido o favorito dos pequenos foliões, que também embarcaram na grande novidade deste ano que são as roupas dos personagens do filme “Os Vingadores”, como Thor, Homem de Ferro e Capitão América. Entre os adultos, também as mulheres têm aderido à essa tendência.

— Essa é a grande novidade deste Carnaval e acreditamos que serão as maiores vendas. Estamos confiantes — planeja ela.

Fonte: O Globo